previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
Shadow
Slider

Central De Alarme De Incêndio O Que É?

O sistema é constituído por detectores automáticos e são baseados na detecção de fumaça, chama ou calor. Também pode ser por acionadores manuais, esses por sua vez, atua na observação humana e no princípio do incêndio, nesse caso o alarme envia um alerta para uma central que ativa os sinais sonoros e visuais (sirenes).

Central de Alarme de Incêndio o que é?

A central de alarme de incêndio tem como finalidade detectar o princípio de incêndio, de modo que o mesmo possa ser combatido imediatamente. Sua finalidade é a preservação da vida e do patrimônio.

O sistema deve ser programado para funcionar de forma inteligente, segura e integrada a um conjunto de dispositivos, tais como: detectores, acionadores manuais, sinalizadores e módulos para controle e automação conforme orientação da norma ABNT NBR 17240/2010.

Quais são os tipos central de Incêndio?

Quais são os tipos de sistemas de detecção e alarme de incêndio?
Quais são os tipos de Sistemas de Detecção e Alarme de Incêndio?

São comercializadas dois tipos de centrais para o sistema de detecção e alarme de incêndio são eles:

Central para Sistema Convencional

O sistema convencional é mais recomendado em projetos mais simples. Nesse caso, as áreas são menores e existem menos dispositivos no espaço, esse sistema permite monitorar áreas delimitadas por setores.

As centrais convencionais são indicadas para ambientes menores ou com menos compartimentos. Estas centrais identificam zonas alarmadas, sendo cada zona composta por um ou mais detectores, limitado ao máximo indicado pela norma nacional ou pelo fabricante (o menor valor prevalece).

Esse tipo de central, possuem menor custo e não costuma ser muito indicada para instalações de grande porte, porém, são menos precisas na indicação e exatidão do local da ocorrência, já que sinalizam a área total composta pelo conjunto de detectores conectados à mesma zona ou setor.

Central para Sistema Endereçável

As centrais endereçáveis permitem identificar cada elemento individualmente e, desta forma, o local exato de um eventual principio de incêndio (alarme). Os dispositivos de campo se comunicam com a central através de um protocolo de comunicação e, além da informação de alarme ou falha, pode também indicar outros parâmetros, como por exemplo perda de comunicação do dispositivo com a central e até mesmo o grau de contaminação do dispositivo (detector sujo) é claro que isso vai depender dos recursos embargados na central de detecção e alarme de incêndio que você estivar utilizando.

Esta inteligência a torna mais adaptável às condições de cada ambiente.

O que você pensa sobre os sistemas de segurança contra incêndio? Costuma usá-los em seus projetos? Participe, troque conhecimentos deixe seu comentário, pois ele é muito importante para nós continuemos nossa troca de conhecimentos.

WhatsApp chat
Facebook
YouTube
Instagram
%d blogueiros gostam disto: